Saúde

Saiba qual é o melhor método anticoncepcional

Equipe L DE LINDA
Escrito por Equipe L DE LINDA em 17/06/2022
Saiba qual é o melhor método anticoncepcional
Junte-se a mais de 13 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O mercado farmacêutico, hoje em dia, conta com dezenas de contraceptivos, além disso, existem várias maneiras de se evitar a gravidez. Por isso, uma dúvida muito comum entre as mulheres está relacionada a qual é o melhor método anticoncepcional.

Esse é um assunto muito importante e que deve ser discutido no universo não só feminino, mas também masculino. Isso porque um estudo da Ipsos/Organon trouxe um dado preocupante, que apenas 13% das mulheres têm conhecimento pleno sobre os métodos contraceptivos.

Os anticoncepcionais fazem parte do planejamento familiar e saber os tipos e como eles funcionam ajuda em uma série de fatores ligados à saúde. Acompanhe este post para saber mais sobre o assunto.

O que é método anticoncepcional?

Saiba qual é o melhor método anticoncepcional

Antes de saber qual é o melhor método anticoncepcional, vamos entender o que significa esse termo. Os anticoncepcionais são maneiras de prevenir uma gravidez indesejada, fazendo assim o planejamento reprodutivo e familiar do casal.

Atualmente, existem vários métodos, como a pílula anticoncepcional, DIU, injeções hormonais e até mesmo a própria camisinha, seja a masculina ou feminina. Eles são divididos em dois grupos: os reversíveis e os definitivos.

As maneiras definitivas de se evitar uma gravidez são as cirurgias, como a laqueadura na mulher, ou então, a vasectomia no homem. Porém, vamos focar nesse post nos considerados reversíveis, como as pílulas e as barreiras comportamentais. Assim, com informação, você terá conhecimento para tomar a melhor decisão!

Quais são os principais métodos anticoncepcionais?

Saiba qual é o melhor método anticoncepcional

Vale destacar aqui que vamos falar sobre os métodos anticoncepcionais, focados para evitar uma gravidez indesejada, aquela fora de hora. Entretanto, algumas delas, como a camisinha masculina, também protegem contra as DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis).

Camisinha feminina

A camisinha é o método anticoncepcional mais conhecido que existe, tanto a masculina como a feminina. Nos dois casos, como falamos, além de evitar a gravidez, ela protege contra as DST, como a Aids e a sífilis.

Na proteção feminina, ela é feita de poliuretano com dois anéis flexíveis, sendo o primeiro aberto para a penetração. Já o segundo anel é fechado, o que impede a passagem do espermatozoide e, assim, a fecundação da mulher. O grande problema desse método é, muitas vezes, o esquecimento de usar a camisinha ou até mesmo o preconceito.

DIU

Outro método de barreira muito conhecido é o chamado DIU ou Dispositivo Intrauterino. Nesse caso, é preciso um pequeno procedimento cirúrgico, quando a ginecologista fixa o dispositivo no útero, evitando assim a fecundação.

Atualmente existem dois tipos de dispositivos, o feito com cobre e outro com hormônio, sendo esse segundo conhecido no SIU. Os dois métodos não atrapalham o contato íntimo com o parceiro e é uma boa alternativa para quem esquece a camisinha ou não toma com frequência certa a pílula anticoncepcional.

O DIU tem duração de cinco anos, tendo de trocá-lo após esse período. A maior desvantagem dele é o possível desconforto nos primeiros dias após ser fixado no útero, além de leve perda de sangue nas semanas seguintes.

Saiba qual é o melhor método anticoncepcional

Pílula Anticoncepcional

Tão famosa quanto os dois primeiros métodos, a pílula anticoncepcional é uma barreira hormonal contra a gestação. O comprimido age contra a ovulação, assim impede a fecundação. Outros benefícios estão relacionados aos hormônios contidos no anticonceptivo, regulando a menstruação, o fluxo e até diminuindo acnes e pelos.

Com ele, a mulher deve tomar um comprimido por dia até o fim da cartela, totalizando 21 dias de uso. Ao fim da cartela, quando ocorre a menstruação, a mulher faz uma pausa de sete dias. Depois disso, inicia uma nova cartela.

As grandes desvantagens desse método são as alterações hormonais provocadas, o fato de a mulher não poderá se esquecer de tomar a pílula e a relação dela com outros medicamentos.

Contracepção hormonal injetável

Outro método hormonal é a contracepção hormonal injetável. A injeção é aplicada por um profissional de saúde no braço ou na perna. A frequência é mensal ou a cada três meses, dependendo de cada caso.

O anticoncepcional injetável mensal é a combinação de hormônios estrogênio e progestogênio, sendo preciso ter uma prescrição médica já que as fórmulas são diferentes entre fabricantes.

Já a injeção trimestral é de progestogênio, que diminui a ovulação da mulher, e também deve ser aplicada com prescrição médica. Nos dois casos, o retorno da fertilidade costuma demorar mais do que outros métodos, até o efeito hormonal passar por completo.

Pílula do dia seguinte

Todos os métodos mostrados até aqui são para evitar a gravidez antes da relação sexual. Porém, quando ocorre alguma falha ou o esquecimento no uso, existe a chamada anticoncepção de emergência. É a famosa Pílula do Dia Seguinte, que tem substâncias responsáveis por barrar o encontro do espermatozoide com o óvulo. Ela deve ser ministrada logo após a relação, porque a eficácia diminui conforme o tempo passa.

Entretanto, vale ressaltar que ela não pode ser considerada um método regular, como os outros, sendo apenas para exceções emergenciais. A alta dose hormonal da pílula traz efeitos colaterais prejudiciais para a mulher.

Qual é o melhor método anticoncepcional?

Saiba qual é o melhor método anticoncepcional

Agora que você conheceu vários tipos de proteção contra a gravidez indesejada, deve estar se perguntando qual o melhor método anticoncepcional? Em relação à eficiência, os hormonais têm chance de 0,1% de falha, de acordo com pesquisas feitas. Enquanto isso, os preservativos, tanto masculino, como feminino, a chance de falha pode chegar a 20%.

Então, afinal, qual é o melhor método anticoncepcional que existe? Bom, o mais importante é usar o método anticoncepcional que você se sinta mais segura e confortável, além de pensar primeiro na sua saúde. Por isso, é importante conversar com a sua ginecologista para avaliar qual é o melhor no seu caso.

O melhor método também é aquele que você usa e tem o compromisso de seguir as orientações sobre a manutenção dele. Assim, você evita qualquer tipo de falha e os riscos que isso pode trazer.

Gostou desse conteúdo? Esperamos que ele tenha ajudado a entender a importância de se proteger na relação sexual, seja contra DST ou gravidez indesejada. Aliás, se quiser saber mais sobre o assunto, confira esse texto sobre os principais motivos da menstruação atrasada.

Saiba qual é o melhor método anticoncepcional

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.