Dicas

Dicas para transição capilar: veja como lidar com os principais desafios

Equipe L DE LINDA
Escrito por Equipe L DE LINDA em 14/03/2022
Dicas para transição capilar: veja como lidar com os principais desafios
Junte-se a mais de 13 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

A transição capilar é um processo de adaptação à forma natural do cabelo.

Por conta da pressão estética e da cultura da beleza que impuseram os fios lisos como ideais, muitas mulheres passaram a alisar seus cachos, mudando seu formato natural e, consequentemente, afetando a saúde do cabelo.

Por isso, quem decide passar pela transição abre mão de qualquer procedimento químico nos fios para dar lugar à sua identidade original.

Vale lembrar que mais do que um procedimento estético, a transição capilar é um processo emocional de retorno às origens, um verdadeiro ritual de passagem para muitas mulheres.

Por isso, se você está pensando em iniciar a transição capilar saiba que não se trata apenas da aparência do cabelo, mas de assumir sua verdadeira identidade: linda, poderosa e empoderada!

Dicas para transição capilar: por onde começar?

O primeiro passo para não errar na transição capilar é procurar um profissional qualificado e de sua confiança para te ajudar com a escolha dos produtos.

Como cada pessoa tem um tipo de cabelo, não é ideal começar a transição sozinha, escolhendo qualquer coisa que você vê na prateleira da loja. Então, antes de mais nada, entenda quais são as necessidades do seu cabelo e escolha os produtos necessários a partir daí.

Depois disso, toda a transição pode ser feita em casa já que seu único trabalho será tomar cuidado para que os cabelos estejam sempre bem nutridos para crescerem de forma saudável e natural.

Para encontrar os produtos ideais para sua transição capilar, clique aqui e confira nosso catálogo.

Por que fazer a transição capilar?

Você já sabe que realizar procedimentos químicos no cabelo por muito tempo afeta a aparência, a resistência e a saúde dos fios. Mais do que devolver a forma natural ao cabelo, para muitas mulheres a transição capilar é uma libertação.

A pressão estética age sobre todas nós nos dizendo diariamente o que temos que vestir, como devemos falar, ser, nos comportar, quais roupas usar e até mesmo qual tipo de cabelo temos que ter.

Iniciar o processo de transição é colocar um ponto final em algumas dessas imposições numa espécie de autoafirmação: meu eu natural é lindo e me aceito como sou! Se você está pensando em passar pela transição capilar, as dicas a seguir são para você. Confira!

Dicas para transição capilar: veja como lidar com os principais desafios

5 dicas para passar pela transição capilar

1. Tenha paciência

Voltar à forma original do cabelo não é um processo que acontece da noite para o dia. Antes de você começar a transição capilar saiba que pode demorar meses até alcançar o resultado esperado, mas não se desespere!

Isso é normal e basta ter paciência para ter seu cabelo natural de volta.

2. Corte o cabelo com frequência

Ao invés de deixar uma parte do cabelo alisada e a parte da raiz mais cacheada, algo que pode incomodar visualmente, muitas pessoas optam pelo big chop, corte que tira de uma vez toda a parte lisa (com química) do cabelo. 

Isso significa ficar com um corte mais curtinho, porém mais funcional e bem mais próximo da forma natural dos fios.

Como falamos anteriormente, a transição capilar também envolve um cuidado emocional que pode parecer um detalhe para muita gente, mas para outras pessoas pode influenciar todo o processo e deixar de ser algo prazeroso.

Lidar com duas texturas de cabelo ao mesmo tempo (a maior parte lisa e a raiz mais natural) pode ser algo estressante, além de dar aquela impressão de que a transição não está evoluindo.

Por isso, um corte mais objetivo, mesmo que deixe o cabelo bem curtinho, pode ajudar muito ao longo da transição capilar.

Dicas para transição capilar: veja como lidar com os principais desafios

3. Hidratação é tudo

Vai ser muito mais difícil passar pela transição capilar se o cabelo estiver descuidado, seco, quebradiço e fragilizado de modo geral.

O cabelo alisado não consegue absorver muito bem os nutrientes do creme hidratante porque os fios foram selados pela química. Já os fios cacheados são naturalmente mais ressecados por conta da dificuldade que a oleosidade natural do cabelo tem de se espalhar ao longo do fio.

Seja qual for a textura do seu cabelo, a hidratação deve fazer parte da sua rotina para tornar o processo mais rápido e tranquilo.

4. Evite procedimentos quentes nos fios

Não faz sentido começar a transição capilar e continuar realizando procedimentos que alteram a forma natural dos fios. Estamos falando da escova, chapinha, baby liss e qualquer outra técnica que envolva calor. As altas temperaturas são prejudiciais para os fios e podem contribuir para o ressecamento.

Vale lembrar que banhos quentes também são prejudiciais para a saúde dos fios. O ideal é optar por banhos mornos ou gelados (quando isso for possível, claro) para não agredir tanto o cabelo.

Dicas para transição capilar: veja como lidar com os principais desafios

5. Aposte no cronograma capilar

O cronograma capilar é uma rotina de cuidados com o cabelo que envolve três etapas: hidratação, nutrição e reconstrução. Durante um mês essas três etapas se intercalam para garantir que o cabelo tenha todos os nutrientes do qual precisa para se recompor e ficar saudável.

Por mais que seja importante, não é necessário seguir o cronograma ao longo de todo o processo da sua transição capilar até mesmo porque isso pode demorar meses. O interessante é apostar no cronograma antes de iniciar a transição e refazer o processo sempre que achar necessário!

6. Mantenha hábitos saudáveis ao longo do processo

Você já parou para pensar que nem sempre a saúde do seu cabelo tem a ver com os produtos que você usa?

Boa parte dos hábitos que temos na nossa rotina podem influenciar a aparência do cabelo. Quando estamos numa fase de mais irritabilidade ou passando por momentos muito estressantes, é comum ver os fios caindo com mais frequência do que o normal.

Ter uma dieta bagunçada e beber pouca água ao longo do dia também contribuem para a má formação da fibra capilar e, consequentemente, para um aspecto mais descuidado dos cabelos.

Por isso, é interessante manter hábitos saudáveis como ter uma boa noite de sono, beber de dois a três litros d’água diariamente, fazer exercícios físicos e ter muita atenção com o emocional, até mesmo porque a transição capilar pode ser um processo emocionalmente delicado por si só.

Para mais dicas de beleza como essa é só clicar aqui e saber mais sobre como cuidar do seu cabelo!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.